Você está em

A Blog Post

Bonanza: A segunda longa série de faroeste; vem saber mais

Quando Bonanza estreou em 12 de setembro de 1959, o jornal Variety, a mais respeitada publicação de entretenimento nos Estados Unidos, afirmou que esta é apenas uma série de cowboys e nada mais.

O tempo provou que Bonanza era algo mais. Para começar, é a Segunda mais longa série de faroeste, com 14 anos de duração e 430 episódios, perdendo apenas para Gusmoke com 20 anos e 635 episódios.

Bonanza conta a história de um homem que venceu graças a seus esforços. Dono do rancho Ponderosa (nome originário das árvores que crescem na região de Virginia City), Ben Cartwright é viuvo três vezes tendo um filho com cada esposa, o que originava um grande número de situações devido às diferenças de temperamento e opiniões de cada um.

Adam, o mais velho, era da primeira esposa de Ben Elizabeth, tendo nascido na Nova Inglaterra; Hoss, cujo verdadeiro nome era Eric, é o segundo filho de uma norueguesa chamada Inger, morta pelos índios. Em nogueguês o apelido de Hoss significa boa sorte. Por fim, o caçula, Joseph, mais conhecido como Little Joe, era filho de Marie a quem Ben conheceu em New Orleans e veio a falecer após cair de um cavalo. Todo o passado de Ben é apresentado aos poucos em episódios seprados e em flashbacks.

Também havia o cozinheiro Hop Singh, um imigrante chinês, os quais estavam sendo importados para trabalhar na construção da ferrovia, e o xerife Roy Coffee, um pacato homem da lei.

FIM DA SÉRIE: em 1971 Dan Blocker, inconformado com a postura dos Estados Unidos perante a guerra do Viatnã, mudou-se com sua família para a Suiça. Tendo em vista que seu personagem havia sido reduzido, Blocker viajava para os Estados Unidos, onde filmava suas cenas em 3 dias e depois voltava para casa.

Após as férias de Bonanza, Blocker viajou para os Estados Unidos em abril de 1972 a fim de iniciar as filmagens da 14ª temporada, contudo, ao chegar, passou mal e foi levado ao hospital onde foi submetido a uma cirurgia de vesícula biliar. Embora a operação tenha transcorrido bem, Blocker desenvolveu um coágulo nos pulmões no pós-operatório vindo a falecer aos 43 anos.

A morte de Blocker foi uma supresa para todos, em especial seus amigos Michael Landon, que havia escrito o episódio de duas partes em especial para ele, como estreia na temporada seguinte da série. Apesar de estar consciente do desejo do público em ver uma história-homenagem a Blocker, Landon negou-se a fazê-lo. Apenas na última cena é mencionada a morte súbita de Hoss.

Mesmo com a morte de Blocker, Dortort decidiu continuar com a série trazendo de volta o personagem Candy (o ator havia saído no ano anterior para tornar-se roteirista); Jaime ganhou maior destaque e foi introduzido um novo personagem, Griff King, interpretado pelo jovem Tim Matheson. King era um fora-da-lei que aparecem em Panderosa à procura de emprego tornando-se um dos empregados juntamente com Candy.

Contudo, a audiência caiu vertiginosamente, tentando salvar a série, a NBC mudou o dia de exibição de Domingo para quinta-feira, alterando uma tradição de anos. Bonanza foi cancelada em janeiro de 1973 antes de terminar a temporada, sendo que sete roteiros escritos por Michael Landon não chegaram a ser filmados.

CURIOSIDADES:

A tão famosa música de abertura da série, composta por Jay Livingston e Ray Evans, tinha letra. A música foi cantada somente uma vez em toda a série. Foi no episódio piloto.
Clique aqui para ouvir a música de abertura com sua respectiva letra.

Durante a produção, o ator Pernell Roberts começou a perder o cabelo, obrigando-o a utilizar uma peruca. Em um dos episódios, por um rápido instante, é possível ver a peruca se levantar quando o ator tira o chapéu.
A amizade entre Greene, Blocker e Landon chegou a tal ponto que os três tornaram-se sócios-proprietários de várias empresas. Cada um deles também investiu em negócios por conta própria. Entre outras coisas, Landon era vice-presidente de uma fábrica de cintos de segurança, proprietário de uma plantação de batatas e de um prédio de apartamentos. Blocker era dono de uma empresa que construía carros de corrida para competir em Indianápolis, além de ser um apaixonado por política, tendo sido convidado várias vezes para concorrer a cargos públicos. Greene investiu em sua carreira de locutor e cantor, tendo gravado dezenas de discos e sido convidado para narrar programas, eventos e documentários.

OS ATORES:

Lorne Greene – Nasceu em 12 de fevereiro de 1915 em Ottawa, Canadá, após Bonanza participou de séries como Galactica e Código R/Fogo. faleceu em 11 de setembro de 1987 de pneumonia contraída após uma cirurgia de úlcera perfurada. Foi casado duas vezes e deixou três filhos, sendo uma delas a atriz Michelle Greene.

Pernell Roberts – Nasceu no dia 18 de maior de 1928 em Waycross, Georgia. Continua a trabalhar em teatro e fazer participações em séries, mas recusa-se a falar de Bonanza. Está casado com sua terceira esposa e tem um filho, Christopher.

Dan Blocker – Nasceu em 10 de dezembro de 1928. Faleceu em 13 de maio de 1972 aos 43 anos. Deixou quatro filhos, as gêmeas Donna e Debra, e os filhos David (produtor) e Dirk, ator, cujos trabalhos incluem séries como Chip’s, Profissão Perigo, Barrados no Baile, Tiro Certo e outras.

Michael Landon – Nasceu Eugene Maurice Orovitz no dia 31 de outubro de 1936, em New York, fez séries como Os Pioneiros, O Homem que Veio do Céu. Divorciou-se Lynn em 1981, casando-se com Cindy Clerico, dublê de Melissa Sue Anderson em Os Pioneiros, em 1983. Michael morreu no dia 01 de julho de 1991 vítima de câncer no pâncreas. Deixou nove filhos.

Victor Sen Young – nasceu em 18 de outubro de 1915 e faleceu pobre e sozinho em 09 de novembro de 1980, vítima de asfexia acidental por gás de cozinha.

Ray Teal – Nasceu em 12 de janeiro de 1902 e faleceu no dia 02 de abriu de 1976.

Revista TV Séries